A Rede

Estrutura

Organigrama

Objetivos

1 – Articular as pesquisas desenvolvidas pelos Grupos de Pesquisa e promover a integração dos especialistas afins aos mecanismos de instabilização, degradação e reabilitação do sistema encosta-planície no Brasil.

2 – Expandir o conhecimento dos fatores que regulam os mecanismos dos processos de degradação e instabilização no sistema encosta-planície, bem como desenvolver e orientar a aplicação de novas metodologias e tecnologias de ponta para análise diagnóstica de áreas degradadas.

3 – Expandir o conhecimento sobre os métodos e técnicas de reabilitação do sistema encosta-planície e desenvolver e orientar a aplicação de novas tecnologias para reabilitação, reconstrução ambiental e mitigação das ameaças e dos riscos associados aos mecanismos de instabilidade de encostas

4 – Transferir conhecimento para a sociedade mediante atividades de extensão.

5 – Integrar e articular pesquisas com empresas e órgãos públicos associados à sustentabilidade ambiental e reabilitação do sistema encosta-planície.

6 – Atrair e estimular alunos talentosos do ensino técnico, da graduação e da pós-graduação.

Atividades

1 – Desenvolvimento de pesquisas fundamentais e aplicadas – Tais conhecimentos alimentam o aprimoramento de metodologias e tecnologias de Sistemas de Informação Geográficas (SIG) voltados à avaliação e mapeamento da susceptibilidade e riscos afins a estes fenômenos. Também orientam o aprimoramento de tecnologias voltadas à reabilitação de áreas degradadas via revegetação e/ou intervenções geotécnicas. Nas pesquisas em planícies costeiras destaca-se ainda o aprimoramento das técnicas de disposição de sedimentos dragados, controle de contaminação e construção em solos moles. Acrescenta-se ainda o aprimoramento de critérios de alerta frente à ocorrência de temporais.

 

2 – Integração e articulação das pesquisas desenvolvidas pelos Grupos de Pesquisas – Funcionando com uma estrutura móvel de transferência de conhecimentos e técnicas desenvolvidas ou aprimoradas por todos os GPs e de mobilização para a discussão de questões gerais ou regionais, o Instituto promove orientações conjuntas de dissertações de mestrado e teses de doutorado.

3 – Integração e articulação das pesquisas com empresas
4 – Desenvolvimento ou aprimoramento de equipamentos para ensaios de campo e laboratório e tecnologias de estabilização de encostas, com potencial de geração de patentes.

 

5 – Promoção de cursos de extensão (de níveis médio e superior) voltados à transferência de tecnologias e treinamento de pessoal técnico vinculado às empresas e órgãos governamentais.

 

6 – Difusão de conhecimentos para professores e alunos do ensino-médio através de palestras e publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *